Fundação IFRS e GRI assinam acordo de cooperação para criar uma abordagem conjunta para divulgações de sustentabilidade

Por Luciana Melo Costa
Comunicação Social do CFC

A Fundação IFRS e a Global Reporting Initiative (GRI) anunciaram, nesta quinta-feira (dia 24), a assinatura de um acordo de cooperação sob o qual seus respectivos conselhos normativos, o International Sustainability Standards Board (ISSB) e o Global Sustainability Standards Board (GSSB), procurarão coordenar seus programas de trabalho e atividades de definição de normas.

O acordo reflete a importância de garantir a compatibilidade e a interconectividade de informações básicas de sustentabilidade focadas no investidor que atendam às necessidades dos mercados de capitais, com informações destinadas a atender às demandas de uma gama mais ampla de partes interessadas. A Fundação IFRS e a GRI reconhecem o considerável interesse público em alinhar, sempre que possível, seus respectivos programas de trabalho, terminologia e orientação, ajudando a reduzir a carga de relatórios para as empresas e a convergir ainda mais o cenário de relatórios de sustentabilidade em nível internacional.

O trabalho em conjunto fornecerá dois 'pilares' aos relatórios de sustentabilidade internacionais - um primeiro representando as normas do mercado de capitais focados no investidor das Normas de Divulgação de Sustentabilidade da IFRS, desenvolvidos pelo ISSB, e um segundo pilar dos requisitos de relatórios de sustentabilidade da GRI, estabelecidos pelo Global Sustainability Standards Board (GSSB), compatível com o primeiro, projetado para atender às necessidades multissetoriais.

O acordo, na forma de um Memorando de Entendimento (MoU, sigla em inglês), representa o esforço mais recente para consolidar ou alinhar várias iniciativas internacionais que abrangem relatórios de sustentabilidade em uma abordagem mais coesa para beneficiar empresas, investidores e sociedade em geral.

A Fundação IFRS já havia anunciado anteriormente suas respectivas normas de sustentabilidade por meio do documento “Climate Disclosure Standards Board e a Value Reporting Foundation” (que abriga o Relatório Integrado e as normas Sustainability Accounting Standards Board – Sasb). O ISSB pretende publicar, na próxima semana, os requisitos gerais propostos de divulgação relacionados ao clima e à sustentabilidade que, uma vez finalizados, formarão a linha de base global para divulgações relacionadas ao clima. O conceito de linha de base global foi bem recebido pelos líderes do G20, pela Organização Internacional das Comissões de Valores Mobiliários (Iosco, sigla em inglês) e outros.

Como principal definidor de padrões globais para relatórios de sustentabilidade que abordam o impacto de uma organização na economia, no meio ambiente e nas pessoas para um público de várias partes interessadas, as Normas da GRI são amplamente adotados por empresas em todo o mundo. Muitas jurisdições recorrem às Normas da GRI ao desenvolver seus próprios requisitos de relatórios de sustentabilidade multissetoriais. Essas normas são revisadas ​​continuamente, com desenvolvimentos atuais, incluindo novos Padrões Setoriais e um Padrão de Biodiversidade atualizado.

Mais informações podem ser acessadas pelo link https://www.ifrs.org/news-and-events/news/2022/03/ifrs-foundation-signs-agreement-with-gri/?utm_medium=email&utm_source=website-follows-alert&utm_campaign=immediate.

Fonte: IFRS Foundation.

A reprodução deste material é permitida desde que a fonte seja citada.