Conselho e Receita Federal reforçam parceria na atuação do NAF

Rafaella Feliciano 
Comunicação CFC

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e a Receita Federal reafirmaram, na quarta-feira (4), a parceria nacional com o Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil (NAF). A vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do CFC, Lucélia Lecheta, reuniu-se na sede do Conselho com a gerente nacional do NAF, Ana Paula Sacchi Kuhar, que apresentou os avanços dos trabalhos dos núcleos no Brasil e as melhorias que a Receita Federal tem realizado na estrutura do projeto, como é o caso da plataforma digital de capacitação do NAF. Promovidos pela Receita, os NAFs estão vinculados às Instituições de Ensino Superior (IES) e oferecem assistência tributária e fiscal de forma assistencial. Os NAFs estão presentes em universidades espalhadas em diversas regiões do País e a ideia é que o apoio do Sistema CFC/CRCs seja cada vez mais presente nos estados em ações conjuntas com a academia e a sociedade.

A vice-presidente Lucélia Lecheta com a gerente nacional do NAF, Ana Paula Sacchi Kuhar

Lecheta informou que o objetivo do CFC é incentivar os Conselhos Regionais de Contabilidade a buscar parcerias locais, auxiliando os núcleos com palestras de capacitação, orientação contábil e fiscal, apoio aos eventos, entre outras atividades. “Valorizamos o conhecimento fiscal por meio da prática e sabemos que a iniciativa da Receita Federal é maravilhosa. Muitos CRCs já atuam de forma expressiva nesse trabalho. Para melhorar a capilaridade do nosso apoio, vamos realizar um mapeamento para levar informação a todos os Conselhos Regionais e, assim, intensificar a nossa participação no programa”, ressaltou.

Segundo Kuhar, são 283 núcleos formalizados no Brasil, com as IES, que também contam com o apoio de parceiros, tais como órgãos federais, estaduais e/ou municipais, além das entidades de classe. O núcleo é desenvolvido, em regra, por uma instituição possuidora de cursos de Ciências Contábeis ou de Comércio Exterior onde é oferecida assistência tributária e fiscal básica à sociedade de forma gratuita.

“Os NAFs oferecem serviços que não ferem o trabalho dos escritórios contábeis. A ideia é promover a interação entre os alunos e a sociedade, proporcionando, pela cooperação mútua, a qualificação de futuros profissionais da contabilidade, ao tempo que levamos cidadania às comunidades carentes”, explica a gerente nacional do NAF.

Abracicon participa do encontro sobre o NAF

A presidente da Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon), Maria Clara Cavalcante Bugarim, também participou do encontro e disse que a instituição está à disposição para parcerias com o NAF.  A Abracicon é uma entidade sem fins lucrativos ou econômicos, que tem como objetivo promover, divulgar e valorizar atividades que contribuam para o desenvolvimento e estímulo ao conhecimento filosófico, científico e tecnológico da Contabilidade.

Também integrou o debate o auditor-fiscal da Receita Federal Clóvis Belbute Peres, que, em 2011, junto com o auditor-fiscal André de Magalhães Bravo, ganharam o prêmio Schöntag: "Construindo uma ponte de ouro entre a Receita Federal e o Contribuinte". A obra deu origem ao projeto NAF. Além disso, por meio da Coordenação-Geral de Atendimento e Educação Fiscal (Coaef), e com o apoio do EuroSociAL, a Receita Federal exportou o Projeto NAF para a comunidade europeia em Programas de Coesão Social na América Latina e prestou assistência técnica para implantação do Projeto no México, Costa Rica, Honduras, Guatemala, El Salvador, Chile, Peru, Equador, Bolívia e Colômbia.

Para saber mais sobre o NAF, clique aqui.