Auditoria Cidadã da Dívida realiza seminário no CFC

Por Fabrício Santos
Comunicação CFC

Foi realizada, no dia 8 de novembro, no Auditório do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), em Brasília (DF), a solenidade de abertura do seminário “Esquema Financeiro Fraudulento e Sistema da Dívida – Criação de “Estatais não Dependentes” para securitizar Dívida Ativa e lesar a sociedade”. O vice-presidente de Administração do CFC, Sergio Faraco fez a abertura do evento.

De acordo com Faraco, “o seminário traz assuntos importantes, como a crise econômica do País, que devem ser discutidos com os vários segmentos da sociedade para que se encontre uma solução”.

O Seminário, que reuniu representantes de Portugal, Bolívia, Brasil, Colômbia, Argentina, Grécia, Equador, Uruguai e Reino Unido, teve o objetivo de reunir especialistas, acadêmicos, juristas, políticos e militantes para analisar a atuação do Sistema da Dívida no Brasil e em outros países da Europa e América Latina, com foco na atuação nos recentes mecanismos financeiros perversos que aprofundam a financeirização e provocam, simultaneamente, a geração da dívida, o sequestro de arrecadação e o seu desvio ao setor financeiro, a fim de encontrar ações concretas em âmbito nacional e internacional nos diversos campos – jurídico,  legislativo, acadêmicos, social e político – visando popularizar o conhecimento desses mecanismos e combatê-los.

O seminário priorizou, ainda, a análise do esquema financeiro que está sendo implementado em diversos estados e municípios no Brasil, com o lema “securitização de créditos” recebíveis, tributários e não tributários, devido aos graves danos ao Estado e à sociedade.

O painel “O Sistema da Dívida na Europa e na América Latina e o aprofundamento do processo de Financeirização Mundial” iniciou a programação técnica, que contou com os palestrantes  Raquel Varela (UNL – Portugal), Ladislau Dowbr (PUC/SP – Brasil), Maria de Lourdes Mollo (UnB – Brasil), Patrícia Miranda (Latindadd – Bolívia), Camila Galindo Martinez (CADTM -  Colômbia), Sergio Arelovich (UNR – Argentina).